Preço do aluguel: o mais baixo em três anos

É observado desde meados de 2016 que o preço dos aluguéis de imóveis retrocedeu, chegando a ser similar ao praticado três anos atrás. Isso indica que esse é um bom momento para buscar por unidades de locação ou até mesmo aproveitar a demanda para anunciar a sua casa ou apartamento.

aluguel_1

Por conta dessas mudanças nos valores de aluguel dos imóveis, alguns proprietários chegaram a se questionar se seria a locação de unidades o investimento ideal nos dias de hoje. Essa dúvida tem relação direta com a rentabilidade anual do aluguel, que corresponde exatamente ao retorno que será obtido com os aluguéis ao longo dos próximos 12 meses.

É preciso entender que a redução desses valores implica em maior procura de unidades por aqueles que ainda não tem dinheiro para comprar sua casa ou apartamento próprio. Com a alta da demanda, mesmo que o percentual de rentabilidade seja um pouco menor, há garantias maiores de ter suas unidades alugadas mais rapidamente e por mais tempo. Além de mantê-las sempre ocupadas, reduzindo gastos com manutenção do imóvel sem ocupação.

No caso dos locatários, a oportunidade de negociar é uma carta na manga. Em tempos de crise e com aluguéis sendo reduzidos para garantir que a procura continue ativa, é possível negociar e barganhar para chegar a um valor atrativo. O ideal para garantir a locação é chegar a um valor que seja de amplo acordo entre as duas partes, quem aluga e quem é proprietário.

aluguel_3

Já para os proprietários, manter os preços altos é uma estratégia com potencial para a perda de boas locações nesse momento, pois com a redução da inflação dos aluguéis os inquilinos ficam mais exigentes e esperam conseguir descontos na hora de fechar contrato, priorizando negociações que sejam vantajosas para eles. Porém é uma ótima oportunidade para proprietários que saibam negociar e buscar os pontos que valorizem o imóvel num momento de negociação.

Para ambos os interessados, é importante pesquisar para entender a tabela de preços praticada em cada área, de cada cidade. Os valores vão mudar de um bairro para outro, pois sempre haverá regiões mais valorizadas, com fácil acesso a transporte público como terminais de ônibus e estações de metrô e trem, além de opções de ensino, hospitais e estabelecimentos no geral.

Uma pesquisa realizada pelo CRECI e publicada na Folha de S.Paulo mostrou que no final do ano passado houveram descontos de 8% nos valores de aluguel na cidade de São Paulo. A tendência para 2017 é que os preços continuem um pouco abaixo, aumentando apenas quando a situação econômica do país voltar a se recuperar. Oportunidade para locador e locatário negociarem um bom contrato num valor que satisfaça as necessidades e os desejos de ambos.