Novo incentivo a famílias com renda de até R$ 9 mil

O mercado imobiliário no Brasil foi presenteado com uma reformulação no Minha Casa Minha Vida (MCMV), promovida pelo Governo Federal neste mês de fevereiro. O Programa traz mudanças no perfil de renda familiar, nos limites do valor dos imóveis, de acordo com a região, e no aumento dos valores de subsídio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O destaque dessa reformulação é que, a partir de agora, também poderão aderir ao MCMV famílias com renda mensal de até R$ 9 mil. Veja a tabela:

Minha-Casa-Minha-Vida-2017-Entenda-O-Que-Muda-Tabela-Renda

Outra mudança é o aumento do teto do valor dos imóveis, feito com base no Índice Nacional da Construção Civil (INCC), que foi de 6,67% entre outubro de 2015 e dezembro de 2016.

Minha-Casa-Minha-Vida-2017-Tetos-Valor-Imovel-Recorte-Territorial

A previsão é de que 610 mil unidades habitacionais sejam contratadas em 2017, sendo 170 mil destinadas à faixa 1 do programa, 60 mil à faixa 1,5 e 380 mil às faixas 2 e 3.

Fonte: Caixa Econômica Federal