3 indicadores do mercado imobiliário que o corretor precisa saber

Os indicadores financeiros são excelentes diretrizes para entender o momento do mercado imobiliário. Ajudam o corretor a fazer uma análise do cenário, saber os fatores que o influenciam e como isso impacta na hora de fechar negócios.

Separamos três índices importantes e que são mais comuns para você entender a importância de cada um dentro do cenário econômico do país.

Custo Unitário Básico da Construção Civil

Um dos indicadores mais comuns é o CUB (Custo Unitário Básico da Construção Civil). Esse índice é responsável por ajudar na atualização dos contratos de imóveis que ainda estão em fase de construção. Trata-se de um indicador bastante específico capaz de indicar os custos médios de materiais e mão de obra especializada. O cálculo para obter os valores aproximados não é nacional, podendo assim variar de estado para estado.

A correção de valores desse índice deve acontecer exclusivamente para imóveis em construção, não valendo para unidades prontas.

indicadores2

Índice Geral de Preços do Mercado

Outro índice é o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), que consiste em um cálculo mensal comum aos contratos de compra e venda de imóveis prontos. Quem realiza esse cálculo é a FGV (Fundação Getúlio Vargas) e atualmente, esse tipo de indicador serve para corrigir contratos de locação de imóveis.

A maioria dos contratos de locação de imóveis, residenciais ou não, contam com uma cláusula específica que define o percentual de reajuste anual sobre o imóvel. O cálculo para correção é baseado no acumulado nos últimos doze meses do ano.

indicadores3

Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado

O INCC-M (Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado) é um indicador também calculado pela FGV que tem a finalidade de acompanhar os valores de construções habitacionais. O cálculo desse índice é feito com dados coletados de sete capitais brasileiras, sendo elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília.

Esse índice foi o primeiro na construção civil brasileira, servindo como termômetro do nível de atividade econômica no país. Seu cálculo também abrange materiais, equipamentos, serviços e mão-de-obra e é liberado mensalmente.

indicadores

Agora que você conhece um pouco melhor sobre alguns indicadores importantes para entender o cenário de imóveis no Brasil, não deixe de se manter sempre informado acompanhando as tabelas atualizadas para ficar por dentro.