Quanto ganha um corretor de imóveis iniciante?

A corretagem de imóveis ficou em evidência nos últimos anos. Após um período excelente para as vendas no mercado, os profissionais desse setor acabaram chamando atenção devido as vantagens enxergadas na corretagem.

Mercado de trabalho amplo, autonomia na decisão de cada negócio, horário de trabalho flexível, e claro, o sonho de altos ganhos mensais, principalmente em relação ao valor de comissão pago em cada imóvel vendido ou alugado.

Na prática não existem limites de valores para estipular quanto ganha um corretor de imóveis, mas é preciso entender como funcionam os ganhos.

Afinal, assim como qualquer outra profissão, o início de um corretor exige transpiração. É preciso criar uma carteira de clientes, fazer captação de imóveis e claro, dedicar-se as regras da profissão, ao estudo do mercado e manter os olhos sempre atentos no que acontece na economia do país.

É bom lembrar ainda que, nem sempre os corretores trabalham com salários fixos, e com a renda variável o empenho desse profissional deve ser alto.

financeiro-quanto-ganha-um-corretor-de-imoveis

Comissão Variável

A comissão paga a um corretor de imóvel varia de acordo com o tipo de imóvel negociado na corretagem.

O CRECI estipula que a comissão média paga ao corretor é de 6% do valor da transação, mas isso depende muito se o imóvel está sendo vendido ou alugado.

Venda – Varia entre 6 e 8% se os imóveis estiverem em áreas urbanas ou áreas industriais. Entre 6 e 10% se o imóvel estiver em área rural e 5% para um imóvel que seja proveniente de ação judicial.

Locação – A comissão costuma ser paga com o valor correspondente ao valor de um aluguel. Ou seja, geralmente o valor pago no primeiro mês pertence ao corretor. Se a locação for temporária, a comissão pode ser paga no valor de até 30% da quantia recebida pelo locador.

As comissões também são aplicadas para quem administra ou gerencia esses imóveis. O valor varia entre 8 e 10% em cima do aluguel e taxas recebidas pelo locador, sendo que esse valor nunca poderá ser inferior a R$50,00. O valor de comissão é de 5 a 10% para clientes cuja cartela imobiliária seja maior do que R$ 100 mil/mês, comprovados.

Para corretores ou imobiliárias que administrem condomínios, o valor da comissão está estipulado entre 5% e 10% sobre o valor arrecadado por mês, o piso é de R$ 850,00.

Outra distinção em relação à comissão diz respeito ao estado do imóvel negociado. Se a venda for de um empreendimento imobiliário recente, o valor de comissão pago é determinado entre 4 e 6% do valor total do imóvel. Se esse imóvel for antigo, a comissão passa a ser fixa de 6%.

locacao-min

Carteira Assinada

Uma dúvida comum para quem está começando é em relação a exercer a profissão como um autônomo ou ter carteira assinada e vínculo com alguma imobiliária.

A princípio, a profissão dos corretores de imóveis é classificada como uma atividade autônoma. De acordo com a CLT, é um exercício que não possui um salário determinado. Porém, existem casos – muito raros – em que um corretor pode ter um vínculo empregatício com uma imobiliária, recebe salário fixo e comissão estipulada pela imobiliária. Embora o vínculo empregatício seja determinado pela CLT, a comissão deve acompanhar a tabela determinada pelo CRECI e não podem ultrapassar os valores estipulados por esse órgão regulador da profissão.

O comum é que os corretores trabalhem de forma individual ou em parceria com uma ou mais imobiliárias. É importante salientar que trabalhando em parceria com imobiliária, a comissão de 6% é paga e dividida entre um possível diretor, gerente e até outro corretor que possa ter atuado junto no contrato. Portanto, uma comissão de 6% pode chegar a virar 2%, 1,43% ou até 1%.

O ideal é que o corretor de imóveis novo saiba que o mercado é amplo, está em plena recuperação e existem muitas oportunidades para quem deseja exercer a profissão com respeito e seriedade.

Além disso, é interessante que o corretor se prepare para atuar em todas as frentes de negócios, como avaliador de imóveis, administrador de aluguéis ou imóveis, gestão de condomínios e até em elaboração de contratos. Assim pode diversificar seus ganhos e multiplicar o valor recebido mensalmente.