Qual a importância de usar uma ficha de captação de imóvel?

O mercado imobiliário está se tornando cada vez mais competitivo e é natural, além de ideal, que o corretor de imóveis tenha a preocupação de manter suas atividades organizadas através de um check list de suas tarefas. Isso vai auxiliar no controle e aumento da produtividade na hora da venda.

Por isso, usar uma ficha de captação de imóvel se torna imprescindível na vida de qualquer corretor. Você sabe do que se trata?

09_11_fichacaptacao

Ficha de captação de imóvel – o que é?

Para saber o que é uma ficha de captação de imóvel, é preciso antes entender o que é e como acontece a captação de imóvel em si.

Captar é nada mais do que o ato de pegar para si. Portanto, captar ou prospectar propriedades para um corretor, é preencher a própria carteira com imóveis que serão vendidos e apresentados a possíveis compradores.

Para captar os imóveis, o corretor precisa pesquisar e entender o que está acontecendo no mercado, quais são os tipos de imóveis mais procurados, regiões e todas as informações do imóvel. Afinal, não adianta encher o próprio portfólio com unidades que podem ficar encalhadas e inclusive ficar muito atento quanto a legalidade da negociação de cada propriedade.
É preciso verificar toda a documentação do local, além de registrar com o dono do local, quais são as formas de pagamento aceitas, entre outras particularidades do negócio.

As dicas mais valiosas para uma boa captação de imóveis são: manter um bom relacionamento com os donos dos imóveis, além de porteiros ou síndicos se o imóvel for um apartamento; mapear regiões estratégicas que interessem aos clientes; e claro, ser organizado e transmitir segurança no processo de compra e venda.

Agora que você já sabe o que é a captação de imóveis, vamos entender como ela funciona e o que é a ficha.

09_11_fichadecaptacao2

A formalização do negócio – como fazer?

Como em qualquer negócio é preciso formalização através de um documento. É aí que entra a chamada ficha de check list ou de captação de imóveis.

O documento é um acordo em forma de contrato, onde proprietário e corretor se unem para, de forma clara, especificarem os serviços contratados e o valor de comissão determinado para o corretor no momento da venda do imóvel. Ou seja, através da ficha de captação, o corretor tem a garantia de recebimento por seu trabalho.

É importante manter um contrato, pois se trata de uma negociação com bens de alto valor, além de assim evitar futuros conflitos entre as partes e frustrações de quaisquer lados.

As vantagens de usar a ficha de captação são várias, entre elas destacamos:

Segurança jurídica: A ficha de captação de imóveis assinada pelo cliente funciona como um contrato e é um documento que vale como prova. Caso o dono se recuse a pagar o comissionamento, a ficha pode e deve ser apresentada como prova em um possível caso de demanda judicial;

Garantia de recebimento da comissão: Uma vez assinada a ficha de captação, se o dono do imóvel fizer qualquer negócio com outro corretor ou até direto com um possível comprador, se vê obrigado a pagar o comissionamento da mesma forma, pois será responsabilizado pelo documento que assinou anteriormente. Em alguns casos, o comprador do imóvel também pode ser responsabilizado pelo pagamento desse corretor que foi deixado de fora do negócio.

09_11_fichadecaptacao3

Ficha de captação – o que deve conter?

A ficha de captação deve conter:

– Nome e qualificação de ambas as partes;
– Individualização e todas as características do objeto a ser negociado;
– Preço e condições da venda;
– Se o corretor terá ou não exclusividade no negócio;
– Remuneração do corretor e como será esse pagamento;
– Prazo de validade do documento.